ESTATUTOS

DENOMINAÇÃO, OBJECTIVOS, SIMBOLOS E SEDE

 

 

ARTIGO I

 

A Associação tem o nome de GINÁSIO CLUBE 1º DE MAIO DE AGUALVA, foi fundada em três de abril de mil novecentos e cinquenta e dois, resultante da fusão entre a SOCIEDADE MUSICAL PRIMEIRO DE MAIO DE AGUALVA e o CLUBE DESPORTIVO DE AGUALVA, tem a sua sede social no beco primeiro de maio, lugar de Agualva, freguesia de Agualva-Cacém, concelho de Sintra, distrito de Lisboa.

 

 

ARTIGO II

 

A Associação tem por fim a promoção cultural dos sócios, através da educação cultural, física e desportiva, visando a sua formação humana integral, encontrando-se aberta a pessoas de ambos os sexos.

 

 

ARTIGO III

 

São órgãos da Associação a Assembleia Geral, a Direção e o Conselho Fiscal, podendo ser criadas secções para coadjuvar a Direção.

 

 

ARTIGO IV

 

Internamente a Assembleia Geral é soberana e perante ela responde a direção cuja atividade está sujeita à inspeção do Conselho Fiscal.

 

 

ARTIGO V

 

A Associação é representada por toda a Direção, cujo presidente tem a função coordenadora e a ela compete a iniciativa e a superintendência em todas as atividades.

 

 

ARTIGO VI

 

Constituem património da Associação a receite da quotização mensal dos sócios e das receitas cobradas por serviços prestados e, mediante deliberação da Assembleia Geral, qualquer bem adquirido por doação, deixa testamentária ou a título oneroso.

 

 

ARTIGO VII

 

A Associação durará por tempo indeterminado, mas em caso de dissolução, esta só poderá ter lugar, quando votada por pelo menos três quartos dos sócios existentes.

 

 

PARAGRAFO ÚNICO – A decisão para a dissolução será obrigatoriamente expressa em votação nominal.

 

 

ARTIGO VIII

 

Poderão ser admitidos como sócios da Associação, qualquer pessoa singular ou coletiva, cujo proponente ou proponentes se responsabilizem pelo seu comportamento moral e cívico. A eliminação por falta de pagamento de quotas, será da competência da Direção, a expulsão será da competência da Assembleia Geral e verificar-se-á após processo disciplinar devidamente organizado.

 

 

ARTIGO IX

 

Nos casos omissos neste estatuto, rege o regulamento interno, cuja aprovação compete à Assembleia Geral.